top of page

MBA EM
 Diversidade
e inclusão 4.0

​Pós-graduação Lato Sensu

com certificado no Brasil e nos EUA*

Logo_BBI_V4_cor e branco.png
Reunião de analistas

Março solidário

O Março Solidário é um projeto idealizado pelo Dr. Gustavo Teixeira, médico brasileiro radicado em Miami, uma das maiores referências em psiquiatria da América Latina, fundador do Child Behavior Institute of Miami. Todo ano, no mês de março, ele - e sua rede de empresas e profissionais parceiros - patrocina bolsas de estudo em instituições em que está envolvido. Ao longo dos últimos 6 anos foram distribuídas mais de 80 mil bolsas em mais de 50 instituições em todo o mundo através do Março Solidário.

Nesse ano, em parceria com o BBI of Chicago, serão oferecidas, por dia, 10 bolsas de estudo para cada curso do BBI através do programa Março Solidário.

DIVERSIDADE ÉTNICO-RACIAL, DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO, SUSTENTABILIDADE E ECONOMIA CIRCULAR, COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA, METAS DO MILÊNIO…  

Você realmente está familiarizado com esses termos?  

Pesquisas recentes apontam que uma grande maioria dos executivos e executivas em cargos de liderança não estão realmente preparados para conversar sobre esses assuntos com o grau de profundidade que eles exigem. 

Organizações de todo o mundo estão nesse momento ajustando seus processos, suas práticas e seus valores para atender a essas demandas legítimas impostas pela sociedade nos últimos anos. Entretanto, todas estão esbarrando em um único fator: a falta de pessoas verdadeiramente capacitadas para dialogar e navegar nesses temas.

O BBI of Chicago, junto da FAPSS, faculdade do mesmo grupo educacional, trouxe ao Brasil o primeiro MBA à distância em Diversidade e Inclusão com selo internacional do país.

Um MBA que se pretende ativo, polifônico, múltiplo e totalmente voltado para liderança e gestoras(es) atentas(os) a seu tempo, abertas(os) à inovação gerencial e dispostas(os) a produzir resultados de forma renovada, sustentável e colaborativa, e ainda, impactar o mercado positivamente.

Lideranças de todos os níveis das organizações e pessoas interessadas em serem agentes de transformações agora têm a oportunidade de receber informação de alta qualidade no seu tempo e em qualquer local com internet.

O que é o BBI of Chicago?

O BBI of Chicago deu início a sua operação no Brasil no fim de 2018, através de investimentos do sócio-fundador Rodrigo Lang e demais investidores brasileiros e americanos. A razão de nossa existência é democratizar o acesso ao ensino de qualidade, a nível internacional, no Brasil, antes restrito a um grupo extremamente seleto de pessoas com disponibilidade financeira para realizar programas como Harvard, Columbia ou Stanford.

Juntos para democratizar a educação de qualidade

Somos parte de uma novo grupo educacional formado pelas Faculdades BWS/FAPSS, a ARISTO e o CBI of Miami. Agora somos um grande ecossistema educacional focado em comportamento e saúde e seguimos fortes na luta pela universalização e democratização da educação no Brasil.

Apoiador oficial

ontime_innovation-logo azul transparente.png

Onde estão nossos alunos?

Top Nine – Alumni BBI of Chicago – Primeiro Semestre de 2022

download.png
itau-logo-1.png
bradesco-logo.png
Ambev Logotipo.png
Stone Logotipo.png
Sicredi Logotipo.png
Santander Logotipo.png
Globo Logotipo.png
Deloitte. Logotipo.png

PROGRAMA TOTALMENTE ONLINE

Benefícios

aCESSO dIRETO AOS PROFESSORES

certificado no brasil e nos eua*

MBA em
Diversidade e Inclusão 4.0

  • O programa é dividido em 12 disciplinas, com conteúdos novos liberados a cada duas semanas. Possui 24 meses de duração, sendo 6 meses destinados para a conclusão da avaliação final.

  • Formado por 360 horas de conteúdo 100% online, incluindo vídeos, materiais adicionais e sugestões de exercícios.
     

  • 90% do conteúdo encontra-se em português e 10% em inglês – devido a exigências da certificação internacional. Todas as videoaulas são em português, sendo o conteúdo em inglês restrito a artigos ou conteúdos extras. 

 

  • Bate-papo ao vivo com os professores.
     

  • *1 Certificado Nacional válido de acordo com a legislação do MEC como curso de pós-graduação lato sensu com 360 horas de conteúdo.

  • *1 Certificado Internacional emitido pelo BBI of Chicago válido como curso de extensão.

  • Para concluir o treinamento deverão ser pagas 30 mensalidades, que correspondem ao tempo de acesso ao conteúdo do curso.

  • Pré-requisito: graduação completa.

Documentos solicitados: cópia do documento de identificação e cópia do diploma de graduação.

  • O aluno deverá preencher todas as informações solicitadas no ato da inscrição e comprovar que possui graduação completa em curso reconhecido pelo MEC através da entrega de documentos oficiais. Os documentos comprobatórios são diploma ou certificado de conclusão, e deverão ser enviados em até 20 dias corridos após a matrícula. Caso o aluno não cumpra com as obrigações aqui previstas, o referido curso será validado apenas como “curso livre”, não tendo qualquer direito à certificação de Pós-graduação. Caso o aluno apresente o certificado de conclusão, deverá até o final do curso enviar o diploma de graduação para ser certificado na Pós-graduação.

Nosso time

João Henrique Gamond Saravia_Site.jpg

João Saravia

Coordenador

Cerca de 20 anos de experiência em consultoria em projetos para grandes empresas nacionais e multinacionais. Realizou projetos no Brasil, América Latina, Europa, África e Oriente Médio.

 

Foi Diretor de Suprimentos do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e Diretor Executivo na fase pós-Jogos, respondendo ao Presidente e ao Conselho de Administração.

 

É sócio-fundador da Frequency Partners, uma consultoria de gestão estratégica, da Circular International, uma plataforma de discussão em torno de conflitos e paz e hoje trabalha em zonas de conflito com os Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Carolina Cavalcanti do Nascimento - Foto

Carolina Cavalcanti

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da UFSC com foco na Educação para as Relações Étnico-Raciais. Mestre em Educação Ambiental pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da FURG. Graduada em Ciências Biológicas pela UNIVILLE e Especialização em Educação e Meio Ambiente pela UDESC.

 

Foi professora do Ensino Fundamental e Médio nas disciplinas de Ciências e Biologia da rede pública estadual de Santa Catarina, professora-colaboradora, professora-formadora/UAB e tutora a distância/UAB do curso de Licenciatura em Pedagogia a Distância da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Melina Sousa da Rocha.png

Melina Rocha

Professora de educação básica na rede pública estadual de Minas Gerais. Licenciada em Letras e Mestra em Educação pela UFMG.

 

Consultora em relações étnicorraciais e diversidades. Desenvolve estudos no campo das religiosidades negras no Brasil, feminismo negro, discursos contra coloniais e educação.

 

Foi Monitora da Formação Intercultural de Educadores Indígenas (FIEI), e pesquisadora nos núcleos Ações Afirmativas na UFMG e Conexões de Saberes da UFMG. Atua junto a Coletiva Mulheres da Quebrada e compõe a comunidade tradicional de axé Roça Poço N'dan.

Gab Almeida Moreira Lamounier.jpg

Gab Lamounier

Navega pelos movimentos sociais lésbicos, transfeministas, antimanicomiais e antirracistas, construindo coletivamente espaços de cuidado e apoio mútuo.

 

Possui graduação em Psicologia pela UFMG, com Formação Complementar Aberta em Estudos de Gênero e Sexualidade. Dispõe de um Mestrado em Psicologia, também pela UFMG, a partir da trajetória de pesquisa sobre os direitos da população LGBTQIA+, intervindo especialmente nos campos da saúde mental e da segurança pública.

 

Traz experiências na coordenação de projetos para acolhimento psicossocial e enfrentamento à violência. Também atua como analista, realizando acompanhamento psicoterapêutico individual no consultório.

Silvia%20Adriana%20da%20Silva_edited.jpg

Silvia Adriana da Silva

Coordenadora

Psicóloga, estudiosa das Relações Humanas, Especialista em Segurança Pública e Mestre em Psicologia Social. É comprometida com os Direitos Humanos, atua como Facilitadora de atividades em torno da Comunicação Não Violenta, com experiência no trabalho com grupos e atendimentos individuais.

 

Na PMMG trabalhou no 1º BPM, 34º BPM, Comando de Policiamento da Capital (1ª RPM), Diretoria de Meio Ambiente e Trânsito e na Cia Prevenção a Violência Doméstica. Em todos os locais desenvolveu trabalhos administrativos, de gestão de equipes, desenvolvimento de projetos e serviços voltados à prevenção ativa e plataforma dos Direitos Humanos.

Renata Broglia Mendes.png

Renata Broglia Mendes 

Estudiosa e facilitadora de autoconhecimento, atua profissionalmente há 17 anos com as ferramentas Yoga, Ayurveda e Meditação, no Brasil, Índia, Kenya e Estados Unidos. Bacharel em Administração de Empresas pela PUC-SP, Pós-Graduada em Yoga pela FMU e em Gerenciamento de Inovação Social pelo Amani Institute e UPEACE, e certificada pelo Non Violente Communication Community. Fundadora do Actveda, autoconhecimento acessível a todos, desenvolve palestras, cursos e programas relacionados aos temas de cultura de paz, mediação de conflitos, liderança e autoconhecimento.

 

Ganhou o prêmio “Mulher da década em liderança comunitária e mudança social” no Woman Economic Forum, Delhi, em 2017. Atua como coordenadora no Projeto Aparigraha, oferecendo Yoga para meninas na Fundação CASA, assim como, técnicas de autogerenciamento das emoções e valores. Em 2016 fundou o Instituto Mundo Aflora: organização social que gera oportunidades para a reintegração de meninas em conflito com a lei.

Flávia Gotelip.png

Flávia Gotelip

Graduada e Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Psicóloga clínica. Professora no curso de Pós-graduação Lato Sensu em Psicologia Hospitalar da Faculdade Santa Casa de Belo Horizonte e no curso de Especialização em Psicologia Humanista-existencial da Faculdade Pitágoras de Betim.

 

Conselheira na XV Plenária do Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais e coordenadora do CREPOP - Centro de Referência em Psicologia e Políticas Públicas.

 

Atuou como professora e supervisora de estágio do curso de Psicologia da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais, coordenadora do departamento de estágio do curso e membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE).

 

Professora nos cursos de graduação em Psicologia da Faculdade Pitágoras. Foi coordenadora do Programa de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Governo do Estado de Minas Gerais (SEDS/SEDPAC). Foi vice coordenadora do Instituto ALBAM, onde desenvolveu e facilitou grupos reflexivos de gênero voltados para homens e mulheres em situação de violência doméstica e intrafamiliar.

 

Palestrante e consultora na temática de gênero, violência contra as mulheres, tráfico de pessoas, intervenção psicossocial e processos grupais.

Alexandre Addor

Alexandre Addor